↑ Voltar a FOLCLORE

Danças e Cantares

O Beijinho

É um vira cantado e dançado no lugar da Charneca, Pombal, desde 1800, altura em que era “grave” dar um beijinho à rapariga que se namorava.

A Dobadoira

Instrumento que se utilizava para dobrar o linho e a estopa que deu título a esta dança.

Na época toda a rapariga que se prezasse tinha que levar no seu enxoval lençóis de linho ou não teria a bênção do casamento, o que significava infelicidade. O linho era uma cultura muito explorada naqueles tempos na nossa aldeia.

Rosa Bela

Uma bonita dança com forma de desgarrada amorosa entre rapaz e rapariga.

As Lavadeiras da Charneca

Vira dedicado às mulheres deste lugar que, para além da agricultura tinham como ocupação diária tinham como meio de subsistência adicional a lavagem da roupa dos habitantes mais abastados da então Vila de Pombal. Enquanto a roupa era lavada e passada, estas mulheres, entoavam canções alusivas às profissões dos homens da nossa terra.